Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://osbastidoresdavida.blogs.sapo.pt

Decoração . Arquitetura . Design . Inspiração

À segunda o quarto apetece mais.

quarto-casal_decor2016blog.jpg

 Foto | Photo: Os bastidores

Ao contrário do que o nome indica, a segunda é a primeira, a primeira manhã da semana a começar com o despertador a tocar, o primeiro dia depois do merecido descanso, o primeiro vestir apressado para levar as miúdas à escola, o primeiro pequeno-almoço comido de pé, o primeiro dia de regresso à rotina semanal... a segunda devia chamar-se primeira porque a semana jamais deveria começar com um Domingo de descanso e sim acabar com ele, como uma recompensa de 6 dias de trabalho árduo. Começar a semana já a descansar é absolutamente anti-produtivo e, muito provávelmente, o real motivo para que a segunda (que devia ser primeira) seja tão pouco popular entre nós.


Depois de um Domingo passado a montar o roupeiro que trouxemos do IKEA em 4 caixas, acho que foi o projecto IKEA mais arrojado que já montámos e olhem que já montei mil e uma coisas desta loja de design em conta, sinto-me como que se tivesse levado uma tareia. Ainda tenho coisas para organizar nas gavetas e soluções a dar a tanta porcaria que vamos guardando "não vá um dia fazer falta". Ainda nos falta comprar a cabeceira para a cama, mandar imprimir um poster para cima da cama, um candeeiro para a cómoda, algumas almofadas e mais uns quantos pormenores que irei adicionando aos poucos. Porém, depois desta trabalheira toda, fica o compromisso de ambos lutarmos contra o instinto preguiçoso de voltarmos a ver o quarto caótico como estava, sabe tão bem ir deitar num espaço tranquilo e calmo e começar o dia num ambiete organizado e limpo...

A minha semana começou em ambiente imaculado e eu cheia de vontade de me comprometer com tudo isto e mais o monte de sonhos que se vão amontoando nesta minha mente menos organizada que o meu quarto. Vou organizando a casa na esperança que esta me organize a mim...

E a semana passou...

4aa492a20f018e971578680a7c562689.jpgOs trabalhos começaram a todo o vapôr no nosso quarto. As paredes já estão pintadas, novo roupeiro à espera para ser montado, alguns detalhes adquiridos e outros ainda na lista de compras à espera de "ar". As mãos cheias de tinta a precisarem de uma visita à estéticista do costume. Entretanto, com o passar da semana o Mundo foi mudando á velocidade louca do meu quarto. O David B. deixou-nos para se juntar a tantas estrelas que já brilham intensamente no céu. Pergunto-me se as minhas filhas vão ter estrelas assim quando forem adultas. Será que haverão artistas que deixem esta saudade ao partirem? Mesmo que não tenha sido um dos meus cantores preferidos é impossível ficar indiferente ao seu talento. Afinal o que faz um artista? O que é suposto ele provocar na sociedade? Isso mesmo... provocar a sociedade, lançar modas, criar opiniões, deixar marcas, ser diferente, inspirar a mudança, criar discordância ou concordância, o que não faz um artista é simplesmente passar pela sociedade sem a mudar. David deixa a sua história escrita nas suas músicas e pintada nos seus quadros. Parte mais um ser especial que aos 69 anos sucumbe à ferocidade da doença deste século. E nesta semana, enquanto pintava decidida o meu quarto de branco, o Mundo vestia-se mais uma vez de preto com a morte de Alan Rickman que também aos 69 anos é vencido também pelo cancro. Que se passa com este novo ano? Não sei... Mas no imaculado branco que hoje envolve a atmosfera do meu pequeno quarto vive o luto da semana densa que o Mundo observou com a perda de tanto talento.

 

Arquivo