Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://osbastidoresdavida.blogs.sapo.pt

Decoração . Arquitetura . Design . Inspiração

Conheçam a [nova] assassina de plantas...

DSC_9865.pngPhoto | Foto: My Attic

Não sei o que se passa entre mim e as plantas... e eu que gosto tanto delas...

Sempre vivi em casas com plantas. Quando vivia com os meus pais eles tinham alguns exemplares em cada divisão da casa. O meu pai tinha especial carinho por elas e cuidava delas com primor. Eu própria cheguei a comprar plantas para o meu próprio quarto porque muitas vezes o re-decorava e achava que havia um cantinho ideal para um ou outro apontamento verdinho. Quando tive a minha primeira casa não podia deixar de ter plantas e foram várias as minhas visitas aos hortos da região. Porém, a minha relação com as ditas é, no minimo, estranha e elas acabam por morrer, na maioria das vezes acho que por excesso de zelo, ou, água a mais. É verdade... as minhas plantinhas morrem afogadas. São vários os casos em que passam dias e dias sem ver gota e muitas vezes nem me veêm a mim [para sorte delas]. Quando me lembro que as coitadas existem a terra já mais parece areia do deserto e algumas já se estão mesmo a vergar perante tamanha seca. Chego eu e pimbas... inundação. A primeira reacção da planta é "abanar" a vasta cabeleira e agradecer revigorada mas o problema é que eu acho sempre que depois de tanta seca toda a água é pouca e de areia do deserto, a terra, passa a lamaçal. Por estas e por outras é que sempre me dei melhor com os cactos...

A minha última perda na área vegetal foi uma árvore da borracha (ficus elastica) que estava esquecida no quarto de brinquedos das miúdas. Pouca água, luz tenue e a uma altura suficiente para as miúdas não lhe tocarem. Achando eu, ingenuamente, que a sua beleza merecia um lugar de destaque mudei-a para a sala. Mais atenção, mais luz, mais cuidados, mais água... tanta água que quando olhei para ela com olhos de ver ela já estava podre. Fiquei triste! Foi a gota de água... chega de água e ignorância. Agora não entra planta nesta casa que não seja fruto de estudo intensivo.
 
Descobri então que, apesar desta ser uma árvore fácil de cuidar [incrível como a consegui matar ], esta é também uma planta perigosa para animais e crianças. A sua seiva tóxica não deve ser ingerida ou mordida em circunstância alguma. Felizmente, a minha plantinha teve sempre um lugar fora do alcance de gatos e gatinhas, mas para quem não sabe, fica o aviso . Esta planta prefere locais com temperaturas amenas e boa luz, evitando porém receber sol forte. A árvore da borracha deve ser apenas regada quando a terra já estiver bem seca. "Não esqueça nunca que uma planta consegue quase sempre recuperar quando nos esquecemos de a regar, mas se a regamos demasiado, a terra poderá ficar encharcada e as raízes apodrecerão. Normalmente, quando tal acontece, a planta não recupera." Buáaaaaaaaaa Embora não goste de muita água, a ficus gosta de humidade, pulverizar diariamente com água a planta e limpar posteriormente as suas folhas com um pano suave fará desta, uma planta mais feliz. Estes são os cuidados básicos a ter com a árvore da borracha. Uma planta fácil de cuidar, que raramente tem doenças ou pragas, e uma poderosa aliada na purificação do ar da casa, o que me faz acreditar que preciso comprar outra o mais breve possível!

4 comentários

Comentar post

Arquivo