Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://osbastidoresdavida.blogs.sapo.pt

Decoração . Arquitetura . Design . Inspiração

Como decorar a sala de estar

Os fins-de-semana de Inverno são passados, em grande parte, na sala de estar. Desde que as miúdas começaram a interessar-se mais por filmes, temos tido boas tardes de pipocas e sofá. O certo é que, quanto mais tempo passo na nossa sala, mais tenho certeza das últimas opções que fiz para ela. Com as últimas alterações, consegui que a nossa sala adquirisse duas áreas bem definidas - a entrada e corredor de acesso ao resto da casa e o espaço mais amplo de convívio e lazer -  alterações que tornaram a divisão muito mais acolhedora e familiar, embora não sendo uma área grande.

 

A sala de estar é, sem dúvida, um espaço de extrema importância numa casa. É nela que a família se reune, nela são passadas, talvez, as melhores horas do dia. Neste sentido, há alguns pontos que não devem ser ignorados quando se decide decorar uma sala.

 

57a95343c59dacd9c5be8ef35e546c98.jpgFoto | photo: oh joy!

A escolha de um estilo decorativo

É fundamental decidir que tipo de espaço se pretende. Se se procura um lugar distinto das restantes divisões da casa ou se se prefer manter o mesmo aspeto decorativo e homogénio de todo o interior da habitação.

Para se conseguir uma formalização clara do ambiente que se quer para a sala, a realização de um quadro de inspiração, que pode ser físico ou digital, é uma ferramenta indispensável.

Recortes de revistas, pedaços de tecidos, um padrão digital, uma frase inspiradora, uma paisagem relaxante, aqui a fonte é inesgotável. A ideia é criar uma composição visual da primeira perceção do ambiente que se pretende criar.

 

013e930586852e9f13b5622a5ab7a04a.jpgFoto | photo: via Pinterest

A quem se destina

A sala é um espaço a ser usado por pessoas de várias idades e necessidades, essa heterogeneidade decidirá o que o espaço precisa de ter.

Tendo em conta as necessidades da família, é importante que seja criada uma lista de objetos e condicionantes, a ter em consideração nas escolhas decorativas. Por exemplo: a quantidade de lugares sentados. Na existência de crianças ou bebés, será importante manter alguma fluidez espacial. Se é uma família que gosta de ler, irá precisar de muita arrumação para os livros. Tudo pormenores relevantes na hora de conciliar a estética com a funcionalidade.

a33f385ea2e99e7b2c02cf6f78848755.jpgFoto | photo: Dust Jacket

 A luz natural

O melhor de qualquer espaço de permanência é a luz natural que ele tem. Seja muita ou pouca, há que tirar o maior partido dela. Numa sala, onde as janelas forem relativamente pequenas, condicionando assim a entrada da luz do sol, a escolha de cores claras e tintas acetinadas nas paredes permitirá maior amplitude à luz natural existente. Um espelho na parede oposta à janela também ajudará a equlibrar a luminosidade na sala.

3789273a4ed3535578bbe7a610c85be7.jpgFoto | photo: Bright Bazaar

A consciencialização da escala

A dimensão da sala a decorar é um elemento a ter em conta em todas as decisões que são tomadas ao longo do processo de decoração da mesma. Um sofá fora de escala pode tornar a sala num espaço atulhado. A quantidade exagerada de mobiliário e adereços podem dar uma noção de constante desorganização.

É preciso definir muito bem o que é essencial e o que é superfluo, assim como ter uma noção real do tamanho do espaço a decorar. Por exemplo: o uso de dois sofás mais pequenos permitirão maior versatilidade ao espaço do que um sofá em “L”; uma mesa de apoio em vidro funcionará melhor num espaço pequeno do que uma de madeira maciça.


Estas são as principais permissas a ter em mente em todas as decisões e opções durante todo o processo da decoração de uma sala de estar. Inspira-te e bom trabalho!

1 comentário

Comentar post

Arquivo